PM é condenado a mais de 12 anos de prisão por matar o tio em Feira de Santana

Após 20 horas de julgamento, o Conselho de Sentença condenou por homicídio duplamente qualificado o policial militar Renato Simões de Medeiros Filho, pelo assassinato do tio dele, comerciante de peças usadas, José Simões de Medeiros, 63 anos, no dia 27 de janeiro de 2017, no bairro Cidade Nova, em Feira de Santana. Foram quatro votos a favor da condenação e três contra.

Pelo crime, a juíza Márcia Simões Costa o condenou a 12 anos e seis meses de prisão, sem direito de recorrer da decisão em liberdade. O policial ainda será julgado sobre duas tentativas de homicídios contra a madrasta dele, Rosimeire de Jesus Bahia, e o irmão, que ficou paraplégico por conta do tiro que o atingiu.

Segundo o processo, o assassinato de José foi motivado por desavenças familiares. O policial adquiriu uma motocicleta, que o tio acusou estar irregular e que, caso o PM não regularizasse a situação, iria denunciá-lo para a Corregedoria da Polícia Militar.

No dia do assassinato, a vítima estava conduzindo um veículo quando dois homens em uma motocicleta se aproximaram e dispararam vários tiros. O comerciante morreu no local com cerca de sete tiros.

O júri, que começou por volta das 08:30hs da última quinta-feira, 19, e se encerrou por volta das 04:30hs de sexta, contou com a participação de dez testemunhas, sendo cinco de defesa e cinco de acusação. Três testemunhas de acusação se apresentaram encapuzadas para não serem identificadas.

 

 

 

Fonte: Acorda Cidade

Deixe um comentário