Justiça condena Vitória a pagar R$ 2,5 milhões para Neto Coruja

O Vitória sofreu um revés na Justiça na última  quarta-feira, 20. A juíza Alessandra Barbosa de Andrade, da 29ª Vara do Trabalho, do Tribunal Regional da 5ª Região, em Salvador BA, condenou o clube a pagar uma indenização no valor de R$ 2,5 milhões ao ex-volante Neto Coruja. Aposentado desde 2016, ele atuou no Leão entre 2005 e 2015.

Neto Coruja ingressou com a ação em 2017. O ex-jogador alegou que por conta de uma lesão no tendão patelar do joelho esquerdo sofrida em 2011, ficou com os movimentos limitados.  Ele acusou o departamento médico do Vitória de ter optado por um tratamento conservador ao invés de uma cirurgia.

Advogado de Neto Coruja, Filipe Rino, revelou que irá recorrer da decisão. “Ficamos satisfeitos com a condenação, mas vamos recorrer. Como o clube vai recorrer e nós tivemos um dos pedidos negados [pensão vitalícia], vamos recorrer que seja refeita essa situação. Se o clube não fosse recorrer, nós iríamos aceitar”, disse o causídico, em entrevista ao Bahia Notícias.

Rino ainda falou como foi a reação de Neto Coruja ao tomar conhecimento da decisão. “Neto encerrou a carreira. Ele ficou feliz com o resultado, mas ao mesmo tempo ele está bem triste. Ele trocaria todo esse dinheiro para poder voltar a jogar”, finalizou.

Em nota enviada pela assessoria de imprensa, o Vitória informou que discorda e irá recorrer da decisão.

 

 

Fonte: Bahia Notícias