Sinjorba e Sinterp pedem inclusão dos profissionais da imprensa no grupo prioritário de vacinação

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) e o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Radiodifusão e de Publicidade no Estado da Bahia (Sinterp), neste ofício representados pelos seus respectivos presidentes, vem por meio deste solicitar a inclusão dos profissionais de imprensa no rol das categorias de trabalhadores prioritários no Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19.

inclusao profissionais imprensa grupo prioritario

Argumentam primeiramente as duas entidades que as categorias representadas, jornalistas e radialistas, que desempenham serviço de cobertura jornalística dos fatos cotidianos, apresentam-se expostas à transmissão da Covid-19, uma vez que continuam realizando reportagens presenciais, nas ruas e em unidades de saúde. Um levantamento feito pela Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) mostrou que, até o final de janeiro/2021, 94 jornalistas perderam a vida vítimas do covid-19.

Argumentam secundariamente as entidades representativas de jornalistas e radialistas que o decreto federal 10.288, artigo 4º, de 22/03/2020, incluiu a imprensa como serviço essencial durante a pandemia e que, com base neste decreto, as empresas de comunicação mantêm profissionais de prontidão para o trabalho externo, muitas vezes sem oferecer a devida estrutura de cuidado para que não adoeçam.

Diante do exposto, reivindicam as duas entidades que seja analisado o pleito, a fim de que possamos preservar a vida de quem está diariamente na linha de frente, longe do isolamento social, para garantir que a sociedade brasileira tenha a melhor informação mesmo em tempos de pandemia.

Certo de contar com vossa atenção, agradecemos antecipadamente.

 

ASCOM SInjorba/Sinterp