Ação de marketing de pré-campanha surpreende população de Capim Grosso

 

Não parecia, até agora, mas é possível juntar campanha política e nostalgia. A equipe de Comunicação do pré-candidato a Vereador pelo município de Capim Grosso, Bruno Vítor, conhecido popularmente como Bruno da Dengue, deu um toque inovador, diferenciado e especial à divulgação do nome de seu pré-candidato.

A ação escolhida remete há anos passados, quando era a carta o único meio de comunicação entre as pessoas, especialmente as mais carentes. Há relatos de cartas que duravam trinta dias para chegar ao destinatário e, ao chegar, provocavam fortes e variadas emoções.

Esse costume já foi tão habitual e obrigatório que foi eternizado, inclusive, no filme Central do Brasil, no qual a professora aposentada, Dora, interpretada de forma magnífica por Fernanda Montenegro, escreve e lê cartas, na estação de mesmo nome, ajudando a pessoas não alfabetizadas.

E em tempos de efervescência tecnológica, em que os aplicativos de mensagens e as redes sociais dominam, a equipe do vereador Bruno da Dengue resolveu mudar o rumo da prosa. Através de pessoas vestidas de carteiros, montadas em bicicletas, fez chegar aos capimgrossenses a mensagem de Bruno sobre as realizações de seu mandato.

Nos mais diversos bairros a cartinha chegou de mão em mão, provocando um sentimento de volta ao passado, ao mesmo tempo em que afirmava as realizações do pré-candidato.

Essa ação retrô aparentemente trouxe os resultados esperados. Nas casas, as pessoas receberam a carta de forma bastante emotiva e tocante, abrindo o envelope para ler o conteúdo imediatamente, aprovando a ação.

Alguns contavam histórias vividas por meio de cartas.

Bruno Vitor, o Bruno da Dengue também mostrou-se bastante feliz com a iniciativa. Segundo ele, “todas as formas humanas e calorosas de se relacionar são bem vindas nesse momento, especialmente pela singular conjuntura que vive o país”.

Realmente, tudo que aproxime pessoas e revele sentimentos vale a pena.

Fonte: Redação