Após cinco meses da matéria do FR, buracos em contorno continua sem solução

O Jornal Folha Regional na edição de nº 211, no dia 07 de novembro de 2016, publicou uma matéria com o seguinte título: Má conservação da pista gera transtornos a motoristas na cidade de Capim Grosso. Na matéria, foi citado os problemas que vários motoristas e motociclistas sofrem por conta dos buracos que estão na pista no contorno de São José.A matéria falou também dos risco de acidentes que podem ser causado devido as “crateras” como alguns chamam e também os prejuízos materiais que ocorrem quando um veículo cai em um buraco.

A equipe do FR havia realizado uma entrevista com o até então secretário de Obras e Urbanismo, José ivonildo, popular Fuba, na época havia informou que a via era de responsabilidade do Governo, mas que a prefeitura tendo conhecimento dos riscos e dos prejuízos aos condutores de veículos, iria realizar a obra e que inclusive o prefeito Sivaldo já teria até comprado o material. Fuba disse ainda que seria ser feito apenas um tapa buracos e não o recapeamento total das vias e que a Empresa CBV estava responsável pelo serviço e concluiu dizendo que até o final do mês corrente a obra seria iniciada.Nossa equipe entrou em contato com a empresa CBV e fomos informados que o Engenheiro responsável não se encontrava na cidade, o mesmo estaria em uma audiência na cidade de Salvador e que só ele poderia dizer se houve ou não esse contato com a prefeitura para realizar o serviço. Nos informaram ainda que o trecho que se encontra danificado não é de responsabilidade do Consórcio (CBV), que a mesma é responsável pelas BRs-324 e 407.

Em contato com o atual Secretário de Obras, Edelzo Carlos do Nascimento, tivemos a informação que o mesmo já havia tomado conhecimento do problema e que já estava viabilizando junto a prefeita Lydia a compra do material para fazer o tapa buraco da via, Edelzo disse ainda que o matéria será comprado em uma empresa de Feira de Santana e que estava esperando só a liberação do setor de compras da Prefeitura para adquirir o material e concluiu dizendo que o serviço naquele trecho é de urgência pois, do jeito que está pode acontecer algum acidente mais grave.

 

Texto e Fotos: FR Notícia