Reformas e ataques de cães na zona rural são discutidos na Câmara Municipal

edil neyNa sessão desta segunda-feira, 20, o vereador Prof Ney falou sobre a alegria pela justa homenagem a sua irmã Milene Rios, guerreira que se encontrou no jornalismo em Salvador, além da questão profissional, sempre lembrou do nome da cidade, acompanhava ela em Mário Kertz e Milene chegava de viagem, ele sempre perguntava como estava a cidade ou a família, alcançou um cargo que almejava de ser repórter e apresentadora do programa Jogo Aberto Bahia, muitas vezes em cadeia nacional e leva o nome a cidade para todo país. Falou sobre a indicação de sua autoria para o cemitério do povoado do Peixe, para a parte dos homens que são sepultados tradicionalmente de um lado e as mulheres de outro. “Para que a gestão amplie o cemitério do Peixe para que continue a tradição e a cultura, é preciso respeitar a cultura do local”, completou.  Outro requerimento vem na mesma linha, onde as 139 gavetas no cemitério do Planaltino ficaram prontas, com um investimento simples, criando muitas vagas para que se possa sepultar os entes queridos no local, “e temos um requerimento já antigo, na última legislatura, para a construção de gaveta mortuárias para o cemitério central, é preciso aproveitar o espaço e otimizar”, explicou. Avisou aos pais e jovens que retornou à vacinação dos adolescentes, com faixa etária entre 14 e 17 anos, “leve seu filho, o jovem gosta de sair e precisa estar protegido”, finalizou.

edil nen titininhoO vereador Nem de Titininho disse que esteve no cemitério do povoado Peixe, que as telhas da capelinha estavam caindo e que agora depois de muitas cobranças o serviço de reparos será feito. Em relação as aulas que irão começar, informou que nenhuma escola está reformada, sendo “uma falta de vergonha, levar as crianças para estudar da forma que estão, os pardais tomando conta”. “Toda empresa que vem fazer reforma desiste, a gente passa em outra cidade ver todo colégio reformado, aqui quer reformar em cima da hora”. Em frente ao colégio do Peixe tem um entulho, por que já não retirou?”, perguntou.  “A gente ver a demanda do povo sofrendo, pois os cachorros não estão deixando uma ovelha viva, um senhor falou na rádio que perdeu uma criação, precisamos de tomar providências junto ao prefeito, pois o povo da zona rural está perdendo muitos animais e isso é uma tristeza, ver perdendo e não poder fazer nada, é um prejuízo grande, perder cinco criações fora as que roubaram em sua propriedade”, concluiu.

edil nanalO vereador Nanal Vilas Boas falou sobre a moção de aplauso a Milene Rios, uma capim-grossense que tem trazido sentimento de aplausos pela sua profissão como repórter reconhecida a nível nacional. Explicou que a PL225 propôs alteração da Lei 387/2021 concernente ao código tributário do município, ampliando com qualidade a inserção do imposto predial territorial urbano às famílias de baixa renda e priorizando aos bairros e residências mais pobres, como valorizando os mesmos pela sua classe econômica. “Ouvindo o colega Mauricio sobre os ataques caninos se tornaram frequentes na tribuna tamanha discussão e não é de hoje, há cinco anos que nós apertamos nessa tecla apresentando discussões propostas e debates pelo qual vemos e sentimos nos lugares dos criadores de rebanhos que tendo prejuízos enormes financeiros por falta de uma ação pública do Poder Executivo do Município. Disse que é bom lembrar que a comissão da OAB (Ordem dos Advogados da Bahia) na região secção Jacobina está agindo buscando o cumprimento dos gestores, quanto ao descaso dos animais que por consequência repercute na economia e no bem estar dos pecuarista, e por conhecimento o Plano Municipal em Defesa dos Animais chegou as mãos dessa comissão da OAB que já viabilizou convite ao gestor do município para discutir o mesmo, por tanto, aos poucos essa ações vão chegando se não pela concordância e empatia de quem luta pela causa e tem prejuízo por conta do descaso se aciona os poderes no âmbito jurídico. “É importante fazer defesa aos servidores do município e as mulheres presentes para que a gestão pública envie para esta Casa o projeto que hora requer os direitos do mesmo”, disse. No domingo, 19 de setembro, as assembleias legislativas desse pais deveria lembrar dos 100 anos do maior educador da história brasileira, Paulo Freire, e diante da trajetória educativa de construção  de uma escola que antes de formar profissionais Paulo Freire pensava em formar cidadãos, entendemos que só um  caminhão para evoluir qualquer nação, se não pela educação,  infelizmente iniciamos  terceira década século XXI, mas a nossa educação retroage a ponto de vermos cidadãos perderem os valores cívicos, morais e sociais por conta que nos últimos anos a escola básica brasileira tem servido mais para conceder extratos do que para implantar uma metodologia de ensino eficaz que venha evoluir o ser humano como peça fundamental de desenvolvimento de qualquer sociedade. 

edil alexO vereador Alex da Metalúrgica disse ter dois requerimentos, onde um pede a pavimentação da rua Flávio Barbosa no Bairro são Luiz, os moradores se reuniram e fizeram um abaixo assinado, explicando que nos tempos chuvosos eles passam dificuldades e pediu ao secretário de obras e urbanismo e ao prefeito que tenham um olhar diferente com todas as ruas do Bairro São Luiz. Pediu ainda ao prefeito Sivaldo Rios que baseado nas demandas na área da saúde, onde as pessoas procuram os vereadores sabendo e é muito cobrado sobre procedimentos que no seu ponto de vista não tinha necessidade de estar se deslocando até Salvador, para serem realizados. Em conversa com algumas clínicas, foi atrás de dados e sabe que o prefeito pode analisar, pois hoje a despesa de um motorista até a capital juntamente com diária, almoço e veiculo, pode estar chegando a mais ou menos 570 e 600 reais por dia, onde poderia estar fazendo convênios com essas clínicas e realizar ecocardiograma e endoscopia, até porque vai evitar esse gasto, o transtorno até a Salvador, “esses procedimentos teríamos que diminuir gastos”, apontou. “Sabemos que existe uma demanda grande, mas se procurássemos fazer convênio com algumas clínicas, poderíamos dar atenção melhor às pessoas que mais precisam desses procedimentos. Peço aos colegas vereadores que pudéssemos nos deslocar e conversar com o prefeito que tenho certeza que ele vai acatar”, pontuou. Pediu ao Secretário de Obras e Urbanismo, Jamber Dantas, que pudesse verificar juntamente com o comando da Guarda Municipal os veículos que transitam na feira livre, onde frequentadores estão reclamando de pessoas que estão bebendo e dirigindo dentro da localidade, podendo causar transtornos e acidentes que venham tirar a vida de pessoas. “Colocaram as correntes, mas não resolve o problema, temos medo que aconteça algo pior”, adiantou. “Estive visitando a zona rural e moradores questionam bastante sobre cães atacando os animais, toda semana se fala sobre isso e é preciso que todos se juntem para tomar providências e resolver isso, só trazer o castra móvel não resolve o problema, precisamos que os donos de cães recebam a punição. Os cães não podem pagar, mas também as criações não podem morrerem à toa e precisamos agir”, finalizou.

edil joO vereador Jó Queiroz falou sobre duas indicações de sua autoria, sobre a necessidade de instalação de placas de identificação com o nome da cidade nos contornos e a complementação de calçamento da Avenida Pinheiros no Bairro Oliveira. Informou que esteve com o prefeito cobrando e também na oportunidade falou sobre patrolamento na zona rural, sempre procurando fazer e buscar. Referente aos entulhoa, a população precisa entender que existe uma Lei que não foi cumprida ainda e tem pessoas que abusam, “joga o entulho hoje, vai lá e pega e amanhã joga de novo”, e tem pessoas que jogam no mesmo lugar, vai retirando e gera despesa, a população também tem que ajudar nesse sentido”, disse. Em relação às escolas se as empresas saem nem o prefeito nem os vereadores podem fazer nada o importante e que a licitação foi feita. Falou sobre a moção de aplauso da professora Joelma Moraes Silva sobre o livro escrito por ela, “e não poderia deixar de parabenizá-la, uma pessoa de nossa terra e batalhadora”.

edil brunoO vereador Bruno Vitor falou sobre tópicos importantes onde esteve visitando o senhor Manoel de Augusto ex-vereador que tem méritos na cidade por conta do trabalho desenvolvido junto a Dr. Pinheiro e está adoentado, mas vai melhorar. Vindo de Aurélio, se deparou com pessoas com um carrinho de mão recuperando as estradas, que tanto essa Casa tem cobrado, que quando a máquina passar que faça também as transversais, ninguém ver mais o secretário de agricultura, e precisa fazer as transversais. Teve reunião na Fazenda Nova com o médico Dr Pinheiro atendendo em pleno sábado. Pediu em nome da Casa ao Secretário de Urbanismo, Jamber Dantas, que coloque o nome da cidade nas entradas, a exemplo de São José e outras. Parabenizou o jovem que vem representando a cidade, filho de Abderman, ítalo, venceu o feirense Bruno Barros pelo campeonato de boxe de Feira de Santana. Se prontificou ao Secretário Geral do Município para fazer as visitas em algumas casas que não estão sendo abastecidas pelo caminhão pipa, por falarem que aquelas pessoas não tem necessidade, se o pessoal da zona rural, um tempo desse como a zona rural  é sofrida e o secretário dizer que o morador não precisa de um caminhão pipa, tenha paciência, quero dizer ao prefeito Sivaldo que o senhor me acompanhe e o secretário geral para irmos nessas casas, vamos lá se o secretário falar que essa pessoas não precisa de um caminhão pipa eu rasgo o diploma de vereador, está sendo uma  humilhação para o homem do campo ganhar uma carrada de água, e estou sabendo que nós temos um caminhão pipa e mais dois ou três caminhões pagos pelo município para abastecer água e o próprio prefeito que não concorda e não comunga dessa ideia. 

edil samoelO vereador Samoel Moto Taxi disse que na última sessão falou sobre o trânsito e tachado, e voltou munido com a Lei 367/2017 onde a Casa, entidade, rádios, comunidade sonhavam pelo tal projeto que era a municipalização do trânsito de Capim Grosso. “Sabe o que a prefeitura fez desse tempo para cá? Nada”, responde. “Apenas enxugando gelo, não estou aqui criticando nenhum funcionário que trabalha não, mas quem precisa trabalhar, precisa de ferramenta em mãos, ninguém roça sem uma foice e ninguém escreve sem uma caneta, então não adianta a prefeitura sancionar leis e não fazer nada”, disse. Essa Lei era tão sonhada ai, agora a prefeitura e o prefeito me apresenta uma zona azul, se nem preparou o terreno há quatro anos, enxugando gelo, colocaram uma viatura três ou quatro funcionários para estarem em uma esquina e outra, não resolve o problema, não se coloca a carroça na frente dos bois, o que eu pedi foi a reorganização do trânsito”, comentou. “Nossa cidade precisa de uma reorganização do trânsito sim, não é uma zona azul que vai resolver nosso problema não, deveria tirar até de pauta que isso é uma piada para Capim Grosso”, apontou. “Tudo só acontecesse se o Executivo tiver interesse de resolver, quantas demandas tem aqui de vereador, do meu primeiro mandato eu vejo aqui requerimentos, demandas igual ataques caninos, se a gestão não tiver interesse de dialogar resolve”, afirmou. “As agentes de saúde estão reivindicando seus direitos, todo ano para receber um benefício é uma luta dessa, é reunião, é isso e aquilo, para receber apenas uma gratificação, se o Executivo tivesse interesse de resolver já tinha resolvido essa é a realidade”, as nossas demandas têm horas que chateiam nessa Casa, chega a ser repugnante”, completou. “O Executivo sabe que nossas gestantes vivem uma situação difícil, sabe que nosso povo está precisando de muitas coisas”. “Já foram jogadas muitas falácias no ar, é necessário priorizar requerimentos e projetos para venham se tornar realidades, é muito papel escrito e muitas falácias e muitas folhas não saem do canto”, pontuou. “Essa situação de água para o povo para a zona rural, o homem do campo não cobra nada de nós, só aperta nesse momento porque necessitada, esta Casa já fez uma vez e poderia fazer de novo, devolver dinheiro dessa em prol da prefeitura contratar mais carro pipa abastecer o homem do campo, e essa Casa tem recurso e vai devolver para a prefeitura e se for de concordância de todos os vereadores poderia fazer essa ação tirar uma parte para reverter em água para o povo”, indicou. “É um momento difícil para o homem do campo, já devolvemos tanto dinheiro para a prefeitura, como o monitoramento da cidade e o que se ver é câmeras penduradas sem serventia nenhuma, então se vai devolver, devolve para algo emergencial para matar a sede daquele que tem, se temos recurso nas mãos e temos legalidade, faz”, adiantou. Se for por esse caminho tem meu apoio e de vários colegas até por unanimidade. “Aos agentes comunitários de saúde que lutam no dia a dia para trazer uma saúde melhor, é que faz a prevenção de doenças futuras, contem comigo, fico triste em saber que uma pequena quantidade tem que ser essa labuta para receber uma pequena contribuição”, concluiu. 

edil gilbertoO vereador Gilberto Alves agradeceu ao prefeito Sivaldo e à Secretaria de Assistência Social, Hosana Ferreira, que estiveram no povoado do Peixe com o projeto Secretaria em Movimento que levou advogado, Assistente Social, Psicólogo e ações como corte de cabelo, parquinho infantil e muito mais. Informou que esteve na quinta-feira, com o prefeito Sivaldo visitando a creche e o posto de saúde, além do cemitério que ele vendo a situação da capelinha já autorizou o início da reforma. Na secretaria de Obras e Urbanismo realizou a cobrança da energia, a água já foi colocada. Entre 30 a 60 dias a luz já esteja chegando, e a cobrança vai continuar. Parabenizou a professora Joelma Moraes pelo lançamento do seu livro para quem indica a moção de aplausos junto ao colega Jó Queiroz. Aos agentes de saúde disse que o que estiver no alcance da Casa será feito.

 

ASCOM Câmara Municipal de Capim Grosso