Ex-empresário de Cristiano Araújo é morto a tiros no Rio

O ex-empresário do sertanejo Cristiano Araújo, D'Stefany Vaqueiro Lima, de 32 anos, morreu, na madrugada desta quarta-feira, 24, em Mangaratiba, na Região Metropolitana do Rio.

Conhecido como Didi Latino, ele foi encontrado baleado por policiais militares do 33º BPM (Angra dos Reis) na Rodovia Rio-Santos e levado para Hospital municipal Victor de Souza Breves. O crime é investigado pela 165ª DP (Mangaratiba).

Os PMs passavam pela Rio-Santos quando viram Didi Latino andando às margens da via, pouco depois da meia-noite, com as roupas cobertas de sangue. Eles pararam para socorrê-lo. O empresário, porém, ainda de acordo com os agentes, falava coisas sem nexo e não soube explicar o que havia acontecido. Ele teria levado quatro tiros.

Além de Cristiano Araújo — morto num acidente de carro em junho de 2015 —, Didi Latino também trabalhou com a supla sertaneja Humberto e Ronaldo.

Didi Latino era natural de Goiânia e, atualmente, morava em Fortaleza. Muitas pessoas deixaram mensagens de luto em redes sociais.

 

Fonte: Jornal Extra

Deixe um comentário