Edis convidam todos para audiência sobre a Municipalização do Trânsito

Nesta segunda-feira, 04, na sessão da Câmara de Vereadores foram apresentados projetos encaminhados pelo Poder Executivo que norteiam o PDDU e serão discutidos com a população. Também projetos indicados pelos legisladores. A audiência Pública para Municipalização do Trânsito foi convocada durante a sessão para o dia 12 de setembro e foi um dos assuntos mais debatidos entre os edis.

 

O Presidente da Câmara Bruno Vitor recebeu a visita do vereador da cidade de Gavião, José Joaquim, durante a sessão desta segunda-feira, 04, e comandou os trabalhos da Casa de forma transparente e democrática. Disse que fala sobre os edis da Casa com orgulho, pois a maior recompensa vem do auditório, que mesmo chovendo comparece à sessão, “isso é prova do reconhecimento dos vereadores”. Comentou não estar preocupado com A ou B com recalque, explicando que os tanques não é um trabalho só do Executivo e também do Legislativo, “nada cai do céu se não for buscar”, completou. Alertou que ajudar a Agricultura Familiar é buscar recursos para o homem do campo. “Quando Nanal busca redução de impostos é porque tem conhecimento e a resposta é projeto como esses, a implantação da Farmácia Básica de Saúde, é organização e fruto dessa Casa, também está vindo a tão sonhada municipalização do trânsito, você dá duas ou três voltas para achar um estacionamento e não consegue”, relatou. Explicou que a Casa tem responsabilidade e respeito com todos. “Muitos só se educam quando doe no bolso, você só vai ser multado se quiser ser multado, mas Capim Grosso não pode ficar ultrapassada com gestão arcaica de cidade pequena”, adiantou. “Nós estamos falando dos carroceiros, dos mototáxis, das pessoas de bicicletas, educação no trânsito já se começa de garotinho na sala de aula”, disse. Falou ainda que quando ouve que o vereador não faz nada, convida que a pessoa passe um dia com o vereador. “Pessoas usam de demagogias e falam do salário do vereador, quero ver pegar a folha de pagamento e ver de onde veio, e nós ajudamos eventos como motocross, cavalgadas e outros e se não ajudar como eles vão fazer?”, interrogou. “Antes de ir no Posto de Saúde vai na casa do vereador, e antes de ir na prefeita, vai no vereador, mas faço com muito orgulho, pois pedimos ao povo essa honra, não temos esse negócio de situação e oposição, somo funcionários do povo, daqui a três anos se não fizer um bom trabalho cabe se colocar outro, porque aqui se faz tudo com transparência”, colocou. Sobre a poda de árvores explicou que um só funcionário não dá conta. “A solução do Brasil, Bahia e Capim Grosso está no voto, se Temer está lá, João está lá e não está prestando a solução é não votar nele, uma coisa que ninguém tira de nós é o direito de votar”, concluiu.

O Vereador Jó Queiroz comentou sobre a municipalização do trânsito e a audiência pública que vai acontecer no dia 12 de setembro no Plenário da Câmara de Vereadores, lembrando na sessão dessa segunda-feira, 04. Na tribuna, disse que foi falta de respeito da prefeita com a população, pois foi denunciado o contrato absurdos de advogados e ela renovou novamente em 81 mil reais para mais seis meses, “enquanto isso, os bairros Planaltino, José Mendes e Jardim Formosa estão na lama e calçamento nada, vou denunciar, o povo tem que aprender em quem está votando, chega para marcar o médico cardiologista e não consegue, a secretaria não está marcando, não tem nenhuma clínica com convênio, agora para advogados tem”, retaliou. “Haja tempo na sessão, para falar tudo que existe na prefeitura, o que a prefeita fez de promessas de campanha se calçasse a cada mês uma rua já seriam nove ruas calçadas, não fez e não vai fazer, se ela não renunciar e deixar para o vice como é de costume”, adiantou. “A Secretaria de Indústria e Comércio, ainda não disse para que veio, vai custar R$ 12.800,00 e não faz nada”, disse. “A prefeitura fez um contrato de 7.985 em nove meses com um rapaz para poda de árvores, é pouco, mas por que não está trabalhando? Muitas pessoas me falaram que paga a poda de árvores, se a pessoa é profissional e está exercendo a profissão tem todo meu respeito, mas se está cobrando, porque pagar a esta pessoa?”, concluiu.

Nanal Vilas Boas reforçou o convite sobre a Audiência Pública no próximo dia 12 de setembro para debaterem a Municipalização do Trânsito na cidade. Informou que sexta-feira passada acompanhou a delegação de futebol de Capim Grosso até o Esporte Club Vitória em Salvador, com as categorias sub 14 e 17, em uma viagem para conhecimento mostrando aos adolescentes como funciona e se propaga uma equipe de futebol profissional, e assim ressaltou a união da Liga Desportiva de Capim Grosso junto ao Departamento de Esportes do Município. Disse que vai se aprofundar sobre o escritório de advocacia informado pelo Vereador Jó, para na próxima sessão estar embasado, quanto a esse contrato. Falou sobre a necessidade da contratação de um veterinário para prestar serviço a animais domésticos e domesticáveis, reconhecendo que está sobrando bacharéis de direito na atual administração, “e veterinários onde os donos de animais não têm poder aquisitivo que possam pagar não tem nenhum, sendo preciso que a gestão se mobilize”, completou. “Hoje, diante das graças das chuvas que recebemos nos últimos dias molhou e alegrou o povo e por outro lado entre moradores dos fundos, em especial a Rua Irlande, que ficou na promessa do Poder Executivo, em apenas enviar uma carrada de entulho, com a chegada das chuvas o lamaçal voltou pior”, relatou. Explicou que a polêmica maior é sobre o ITBI (Imposto de Transmissão de Bens e Imóveis), pelo fato de reconhecer apenas pelo contrato de compra e venda, e é um documento que não tem garantia jurídica de viabilizar o imposto. “Enviei ao Poder Executivo um ofício que foi assinado pelos vereadores pedindo a suspensão até verificar a veracidade e os procuradores do município expliquem o que aconteceu, que esse ofício já fez um mês de pedido para análise e até hoje não foi analisado e a população não pode pagar um tributo sem estar legalizado, e o Poder Executivo através de processo pode restituir aos munícipes um imposto cobrado indevido”, adiantou. “É importante que sejamos lúcidos no processo do análise, quero interpretar com equívoco a empresa que assessora o Poder Executivo no âmbito tributário, todos erramos, é importante que a administração pública se desculpe e suspenda esse imposto”, finalizou.

Nem da Pastoral disse ter criticado o Secretário de Urbanismo, Edelzo, sobre a rede de esgoto que ficou descoberta no bairro Sacramento, porém se dirigiu até o Secretário e pediu o término da obra, onde foi atendido e o trabalho já está quase pronto. Comentou que ouviu na Rádio Contorno FM que os moradores da Travessa Portugal estão com problemas no período de chuva e pediu que isso seja resolvido. “A Prefeita disse que vai calçar uma rua por mês e eu acredito, e também acredito que o ano que vem possa também calçar duas ruas por mês, pois quem ganha é a população”, adiantou. “As pessoas vão trabalhar e não tem como guardar suas bicicletas, e com estacionamento para bicicletas entre a lotérica e a Farmácia Vitória, onde a pessoa compra o cadeado, tranca sua bicicleta e vai fazer o que quiser na rua”, adiantou. “Tenho certeza que essa Casa, quando tem requerimento a favor do povo, aprova”, completou. Informou que participou de uma inauguração na comunidade de Mata do Estado, e gostaria que a imprensa da prefeitura tratasse melhor os vereadores, “eu fui convidado, sei qual é meu limite, a gente aqui tem prazo, mas quando chega em uma evento desses com secretários de Estado, e a locução faz de conta que não tem ninguém ali, com os vereadores presentes?”, indagou. Pediu quando o vereador estiver presente que lembre, pois ele está representando o povo.

Antonio Martinho – Comentou sobre a chegada das chuvas e que pode presenciar aguadas que capitaram água para consumo animal por média de 60 dias, “a Deus toda glória que derramou essa benção, que refrescou o calorão que aquecia esse Nordeste bendito”, disse. Registrou a inauguração da Unidade de Beneficiamento de Mel na Mata do Estado. Cumprimentou a família de seu Marivaldo e a comunidade, a diretoria da associação que iniciou o projeto em 2010 e sete anos depois concluiu e conseguiram realizar as planilhas obra que custou 120 mil reais e hoje está mais de 150 mil reais para ser realizada. Na oportunidade, externou o sentimento de desprezo em relação aos edis que se faziam presentes, nem só com quem estava, mas com todos os edis e vereadores”. “Foram lembradas pessoas que representam o PT e pessoas que representam o PT de outras cidades, fortalecendo o PT e nós que temos a liberdade de votar a favor ou contra um projeto da prefeita não fomos lembrados”. Vereadores de outros lugares que trouxeram muito poucos benefícios e nós que vivemos nesse espaço não fomos elogiados, e a associação também não foi elogiada, exceto Márcio que é um peão e que deu uma aula e alegrou quem estava presente”, continuou. “Também não vir embora porque a festa não era da gestão, era da comunidade”, rebateu. Informou que houve a Expo Jacuípe, importante tanto para expor como para a economia, no último final de semana em Pintadas. Lembrou que esteve secretário durante alguns anos e tinha a expectativa de expor essas qualidades dos animais, mas que a cidade não tinha condições, nem se quer um curral. “Espero que promessas e expressões tão bonitas do Secretário Gerônimo Rodrigues, e todo investimento que ele trouxer é pouco”, disse. “No Fortalecimento de Agricultura Familiar, eu não ajudo se uma patrol não passar na estrada esburacada e não limpar um tanque, estamos passando por diversas crises na região e se segura as máquinas estão aumentando a crise e não diminuindo”. Comentou também sobre a importância da Audiência Pública que vai debater a Municipalização do Trânsito na terça-feira, 12 de setembro.

Jamber Dantas disse que esteve na capital baiana com a Prefeita Lydia Pinheiro, com os ex-prefeitos Paulo Ferreira e Pinheiro no gabinete do Senador Otto Alencar, em busca de recursos e solucionar problemas que o município vem enfrentando. Na oportunidade, pediram o aceleramento do processo do Programa Luz Para Todos, já que existem várias reclamações de localidades, e o Senador de imediato acionou a Superintendência de Energia do Estado da Bahia na pessoa de Celson Rodrigues e a resposta foi rápida, e localidades serão visitadas pelos técnicos para execução das obras, como fazenda São João, Curral de Pedra, Pedras Altas, Vaginha, Várzea Grande, Fazendas Mucambo, Nova Sorte e Colônia. Também informou sobre o pedido do Posto Avançado do Ciretran, lembrando que o Senador entrou em contato com diretores do Detran pedindo a viabilidade dessa implantação. “Agradecer a Deus pelas chuvas recentes caindo na cidade, mas junto com ela os problemas aparecem e não posso deixar de alertar a Prefeita do seu compromisso com o município e já vem fazendo esforços para ruas serem calçadas, mas algo de mais urgente precisa ser feita e sugiro para que se necessário junto ao corpo dessa Casa para discutimos empréstimos para calçamentos, uma vez que existe a necessidade de algo imediato, vejo viabilidade da proposta e contar com apoio da bancada”, indicou. Lembrou sobre a Audiência Pública no dia 12 de setembro às 19:00hs, para apresentar a proposta de Municipalização do Trânsito da cidade, uma necessidade a qual se faz a realização mais rápido possível e parabenizou os vereadores por estarem apresentado a proposta, assim como a prefeita ter sinalizado de maneira positiva para que esse sonho seja realizado, e que o estacionamento e fluidez do trânsito possa ser regulamentado. “Fiz fortes críticas aos provedores de internet da cidade pela falta de atenção dada aos seus clientes e péssima qualidade de sinal nesta cidade, essas críticas geraram imensas manifestações das redes sociais e recebi várias mensagens de clientes dos serviços de internet nos parabenizando e fortalecendo a ideia de que é necessário, essas críticas vieram por conta que os comerciantes estão sendo prejudicados e que vimos todos os dias várias manifestações cobrando a seus fornecedores de sinal uma melhor qualidade ou pelo menos atenção aos clientes, quando ligam aos escritórios nem se quer atendidos são”, declarou. “Encaminhei convites para uma primeira reunião na quarta-feira pela manhã para discutir e posteriormente uma audiência pública se necessário for”, adiantou. Pediu a Prefeita Lydia Pinheiro para que se atente sobre as lagoas do município, onde obras foram iniciadas de esgotamentos com valas, “e que de maneira acertada, vimos já o serviço funcionando, entendendo que o município deve continuar com esses serviços, pois esperamos mais chuva para o município”, concluiu.

Na sessão dessa segunda-feira, 04, o Vereador Gilberto Alves disse que foi uma luta árdua, mas já está sendo finalizada a obra da creche do povoado do Peixe, que esteve parada há mais de dois anos, “hoje aconteceu a licitação e em breve vai ter a ordem de serviço para o término da obra”, confirmou. Informou ainda que esteve na feira livre na manhã dessa segunda-feira, 04, e que não é necessário esperar licitação para reformar uma bica e um cano no Mercado Municipal, pois acredita que tem funcionários capacitados para resolver esse problema, pois choveu bastante e as vendedoras de beiju se molharam”, lamentou. “Não posso deixar de agradecer a Deus pela chuva, caindo água na cidade e na região, onde não caiu bastante, mas tenho certeza que vem mais chuva, a previsão é até quinta feira, para alegrar o homem do campo e da cidade”, finalizou.

 

Na sessão desta segunda feira, 04, o vereador Jeferson Ferreira citou projetos de políticas públicas enviados pelo Poder Executivo para a Câmara de Vereadores que viabilizam os caminhos para cumprirem as metas previstas, o que o município almeja e a partir de quando chega à Casa, acontecem as audiências públicas e assim entender o que colocar para melhorar o município e o cidadão. “O PDDU existe a cada dez anos e essa gestão tem a honra de participar deste último que vai ordenar o crescimento planejado e desenvolvimento da cidade até 2027, discutindo e ouvindo os anseios da sociedade. Citou as palavras de edil Antonio Martinho, quando falou sobre a aguada do Lagedo e informou que a SERB já estar fazendo as reuniões, como também em Várzea Suja e Pocinho, “é no momento de crise que precisa ajudar, promovendo políticas que levam qualidade de vida para o povo e a SERB tem levado essa satisfação que é água encanada nas torneiras”, afirmou. Comentou sobre o ITBI, “é que os vereador precisam entender que precisam ir até a gestão, pois o Código do Município prever essa cobrança, e precisa sentar com a Secretaria de Financias e os Capimgrossenses para melhorar a vida dos cidadãos”, alertou. “Já foram contatados os advogados e a cobrança não é ilegal, pois está na Lei municipal, porém precisa chegar no entendimento e resolver os problemas”. “Em relação ao trânsito, a municipalização é um anseio para toda a população e já debatemos desde o primeiro dia de sessão, não sendo um requerimento de um vereador, saiu assinado pelos onze vereadores e na terça-feira, 12, a partir das 19 horas iremos debater”, pontuou. Sobre a Unidade de Beneficiamento de Mel, implantada na comunidade de Mata do Estado, parabenizou Márcio, filho de Marivaldo, pela fala, “só depois do Governo do PT para o filho de seu Marivaldo conseguir ingressar na universidade no curso de direito”. Informou que foram liberados 123 mil reais para construção, sendo um exemplo de gestão e sobraram 13 mil reais, destinados a comprar as caixas, “ele justificou e prestou conta com a compra das caixas, tendo a consciência do que é público é público e não nosso”, continuou. Informou que estava presente e comunga com os demais vereadores que saíram insatisfeitos, mas ali recebiam 28 barracas padronizadas e dois caminhões pipas de projetos do mandato ao qual representa, pedidos ao gabinete da Deputada Estadual Neusa Cadore, sendo parte da padronização da feira livre. Parabenizou o Governo do Estado, disse que os vereadores precisam ser vistos, mas a elevação do Governo do PT precisa ser feita, pois foi através dele que conseguiram levar melhorias para o povo, aquele povoado recebeu água encanada em cada casa e ajudou a receber o selo de qualificação, e foi o Governo do PT, os Secretários Nego e Ricardo, o ex-prefeito Sivaldo e a Prefeito Lydia Pinheiro, o ex-governador Jaques Wagner e Governador Ruy Costa que implantaram a Unidade de Beneficiamento de Mel.

 

Deixe um comentário