Vereadores pedem presença de representante do IGH na tribuna

Os Vereadores debateram na última segunda-feira,12, sobre problemas e soluções para o município, à Casa Legislativa aprovou projetos e requerimentos que visam beneficiar o bem estar da população e em consequência à busca pela melhoria na qualidade de vida da população.

O Presidente da Câmara de capim Grosso, Bruno Vitor, informou que já acionaram o Hospital IGH (Instituto de Gestão e Humanização), para esclarecimentos sobre partos realizados na cidade. Garantiu que a prefeitura não vai entregar a praça da comunidade de Água Nova da forma que está. Sobre a questão dos cortes de funcionários contratados pela administração pública, disse que infelizmente a Lei de Responsabilidade Fiscal veio para ajudar por um lado e atrapalhar por outro, pois no final do ano as cidades precisam cortar, mesmo sabendo que o desemprego é grande, “o gestor corta na própria carne, com o coração na mão, não por causa do planejamento, ou então as contas não fecham, assim também funciona nas empresas e em casa também”. Sobre as praças públicas explicou que a do Bairro Planaltino foi destruída, deixando todos tristes e outros lugares onde foram feitos pedidos de troca de lâmpadas, recebeu a informação que teria sido trocada há menos de uma semana, mas, não porque queimou. Sobre a insatisfação em relação ao atendimento de um médico da UPA, foram várias reclamações de populares, encaminhou a Secretaria de Saúde o pedido de medidas cabíveis ao caso, “não é por causa de um médico que vamos manchar a imagem da Unidade”, completou.  Explicou que o calçamento que está sendo feito em frente ao NAEP é promessa do Governador Rui Costa. Lamentou o fato de um cidadão querer prejudicar a imagem da Câmara de Vereadores, “um menino de recado, se auto intitulando político, disse que via antigamente vereador virar a mesa e sair no tapa e hoje ele não ver isso, a população não quer ver isso, aqui tem Samoel que é oposição, mas, temos respeito por ele, jamais iremos ver tapas, acabou isso, temos aqui homens honrados, leve o recado de volta”. O Presidente ainda esclareceu que a Casa nunca foi tão divulgada quanto nesta gestão, além da participação nas uniões UVB, UVBJ, UVEPI, concentrado mais de 50 vereadores em Capim Grosso com a realização de uma audiência. “Hoje temos um site que se encontram todas as Leis desde a administração do primeiro prefeito”. Concluiu.

 

O Vereador Samoel Moto Taxi, explanou sobre a repercussão da sua fala na sessão dia 05 de novembro, relacionada a dificuldades que as gestantes do município estão passando, e na oportunidade informou que pediu providencias ao Ministério Público. “Vou continuar cobrando que o direito seja exercido”. Disse que o final do ano está chegando e já começaram os cortes, “todo ano é isso, para assumir o Executivo precisa ter coragem de fazer gestão, ultimamente estão governando para grupo político, tem muita coisa desmoronando sozinho, se não tiver coragem de colocar as coisas nos eixos não funciona, quando eu falo alguns dizem que é porque eu sou oposição e vocês vão ver naturalmente o que está acontecendo”, adiantou. “Coisas sem planejamento, já denunciei ao Ministério Público muitos contratos irregulares, se aluga imóveis porque tem vinte votos e contratos porque votou, ai incha, essa forma de política é antiga e toda prefeitura que não administra para o povo vai sofrer, como vem sofrendo agora, infelizmente nosso povo passa por situação difícil”, completou. Informou que esteve na UPA e viu a dificuldade que é para transferir um paciente para o IGH, “antigamente às pessoas que se diziam oposição denunciaram o hospital, pois tinham raiva de Pinheiro e hoje estão todos no mesmo grupo e o hospital não melhorou em nada”, relatou. Comentou que não é obrigação de vereador, fazer de seu carro ambulância, e que não tem intenção de viver com esse assistencialismo para tirar proveito, “se Mairi tem especialistas médicos, Capim Grosso também pode ter, não tem porque muitos vivem na mordomia, sentadinhos no ar condicionado”, cobrou. Solicitou da Mesa Diretora da Casa, convocação da empresa que executou a obra do Bairro Água Nova, “a empresa diz que terminou e que fez o que a prefeitura pediu, com o projeto sendo da prefeitura, não existe isso”, concluiu.

 

O Vereador Nanal Vilas Boas, comentou sobre o requerimento de sua autoria que pede melhoramentos nas entradas dos Calçadinhos, onde se sabe que não pode se trafegar com veículos automotores. Também falou sobre a Moção de Aplausos de sua autoria, concedida a Reinaldo Zacarias, que há mais de dois anos, quatro vezes por semana, se dirige ao Morro Branco para molhar e cuidar de seu plantio de árvores e agora se ver o resultado. Lembrou que na sessão passada falou que a gestão pública precisava se reinventar, “secretários que deviam mandar, não mandam, e quem não deve mandar, manda como não devia”, explicou. Disse que faltou remédios nos Postos, sendo possível que as contas fechem no vermelho por falta de planejamento, “Capim Grosso evolui e precisa se reinventar”, completou. “Se cria a indústria da saúde, por baixo do pano o clientelismo opera”, colocou. “Os serviços urbanos, como iluminação com recebimento vinculado não é aplicado devidamente, as preposições não são viabilizadas, poda de árvores há tempos têm requerimentos e não se concretizam com forma para atender melhor a população, é mais um ano com déficit e vai para o exercício vindouro”, explicou. Comentou que daria para se planejar os gastos e no final chegar com menos restos a pagar ou saldo em conta. “Enquanto existir essa forma de governar não irá progredir, somos sim a maior cidade em desenvolvimento da região, mas que a descentralização da tríplice comando, saia imediatamente”, pontuou. Disse ainda que os gastos exagerados durante os festejos juninos estão refletindo agora.

O Vereador Jamber Dantas, informou ter encaminhado o convite ao senhor Jarbas, representante do Hospital IGH, que compareça até a Câmara Municipal, para falar sobre o tratamento dado as gestantes. Sobre a questão da iluminação pública, sugeriu que a gestão faça contato com o fornecedor de lâmpadas, em relação a garantia das que estão sendo trocadas, sem a durabilidade que elas deveriam ter para não enfrentarem esse problema de substituição.

 

 

O Vereador Jó Queiros, disse que já fez muitas cobranças ao Poder Público Municipal e que hoje tem acesso diretamente com a prefeita, sendo atendido e quem ganha com isso é o povo. “Esse é o nosso papel, independente de situação ou oposição”. Apresentou requerimento para melhoramentos das estradas vicinais de Várzea Suja. Em relação ao hospital, comentou que os vereadores não aceitam atitudes que prejudiquem a população e na ocasião pediu a presença do representante do IGH para explicações. Ainda disse que todos os municípios passam por dificuldades. “Pessoas que pretendem ser prefeitos e criticam tanto, se chegar lá, faça um trabalho sozinho, sem precisar contratar”, concluiu.

 

O Vereador Gilberto Alves, fez um requerimento verbal pedindo iluminação para o cemitério do Peixe e ponto de ônibus da comunidade de Melancias. Frisou ainda que o cemitério também precisa de água encanada para diminuir as dificuldades de construções de carneiras no local. Elogiou o trabalho desenvolvido pela Secretária de Assistência Social, Hosana Ferreira. Pediu que o Secretário de Agricultura, Ricardo Souza, olha para a limpeza de aguadas do município, pois as chuvas já estão chegando.

 

 

O Vice Presidente da Câmara, Arivelton Mota, informou que esteve acompanhado do Secretário de Educação, Ed Carlos, o Secretário de Agricultura, Ricardo Souza, o Presidente da Câmara, Bruno Vitor, com a Prefeita Lidya Fontoura, na zona rural, olhando as estradas vicinais, como também na comunidade de Camboeiro, visitando a escola que foi reformada e ampliada com mais uma sala e banheiros, onde os alunos serão beneficiados, além da implantação de um muro e grade. Parabenizou o secretário de educação, que mesmo com dificuldades, vem investindo nas escolas restando apenas duas ou três para finalizar a zona rural. Pediu a reforma e colocação de muro na escola da comunidade de Mata do Estado, para dividir das estradas que passam tanto de um lado como do outro, trazendo perigo aos alunos, tendo como reposta que deve-se começar à partir de janeiro, além da escola Viola do Bairro Jardim Formosa, que também será aperfeiçoada. “Dia 21 de dezembro será inaugurado o Centro Multiuso em Mata do Estado”, lembrou. Comentou sobre a indicação de nº 030/2018, que pede melhoramentos da Praça da Bíblia, “na questão da poda de árvores, após a Ulisses Guimarães, se deslocam para lá”. Comentou que infelizmente existem pessoas maldosas que deterioraram o patrimônio público, “nós moradores tomamos conta, ligando para a guarda municipal ou polícia militar, para tomar as devidas providencias”. “A quadra de Caiçara, no final de dezembro se inaugura e o povo está ansioso”, disse.  Falou que enquanto estiver vereador vai buscar melhorias, como a luta pelo asfalto da estrada que liga até Caiçara.

 

O Vereador Nem da Pastoral, cobrou sobre melhoramentos nas praças públicas. Informou que esteve acompanhado dos vereadores Jó Queiroz, Jamber Dantas e o Presidente da Casa, Bruno Vitor em reunião na segunda-feira, 12, com a prefeita Lidya Pinheiro, “várias cobranças foram feitas”, disse. Chamou a atenção do Secretário de Obras e Urbanismos, “porque a grama não está sendo molhada?”, perguntou. “Que a gestora “pegue no pé”, peça que resolva o problema”. Cobrou dos pais, que fiscalizem seus filhos para que não destruam as praças. Também falou sobre o que se gastariam com lâmpadas para que deixassem impecáveis, “queremos planejamento”, disse. “À partir de 2019 esses vereadores cobrarão muito mais”, adiantou. Agradeceu também às pessoas que foram até a comunidade de Junquinho, ajudar na ampliação de uma casa onde vive uma família de 11 pessoas.

 

 

ASCOM CMV

Deixe um comentário