Vereadores devolvem dinheiro da Câmara para abastecimento de água na zona rural

A sessão dessa terça feira, 14, começou com a animação dos estudantes do colégio Otaviano Ferreira, que fizeram apresentação cultural e cantaram o Hino Nacional. Logo depois os Vereadores usaram a palavra elogiando a atitude de devolver 20 mil reais do duodécimo da Câmara para o poder executivo contratar carros pipas que venham amenizar os efeitos da seca.

 

Palavra do Presidente - Bruno Vitor lembrou que esses jovens que se fazem presentes na sessão, que obedecem aos professores e aos pais, serão futuros vereadores. Também falou que os edis ouviram os reclames do homem do campo, que não pode esperar por um caminhão pipa, então todos os vereadores em parceria com o Executivo estão devolvendo 20 mil reais em três meses de mandato, o equivalente a 200 carros de água, que serão distribuídos pela Secretaria de Agricultura, através de cadastro. Informou que o abastecimento está proibido para chácaras, zona urbana e consumo animal, e servirá apenas para consumo humano. “Esse é o nosso entendimento como fiscalizador”, adiantou. Agradeceu aos vereadores pela economia que estão fazendo.

 

Nem da Pastoral Falou que o povo está sofrendo com a seca na zona rural e disse apoiar a devolução do dinheiro para abastecimento de água, e principalmente a forma de como será feita a distribuição, obedecendo um cadastro. “A Câmara de Vereadores está de parabéns com essa atitude com o povo pobre da zona rural”, elogiou. Nem comentou que espera que lá na frente também haja devolução para pessoas que não tem um teto para morar e que é preciso muito apoio tanto da comunidade como do poder público, “muitas famílias não tem banheiro em casa para fazer suas necessidades”, afirmou. “É preciso ver o Bolsa Família Municipal, que retorne, a dificuldade da prefeitura não é fácil, mas, mais dificuldade passa o povo”, relatou. “Temos a obrigação de cobrar por essas famílias que passam fome, é fome mesmo, tenho esperança que vou lutar até o último dia de meu mandato”, concluiu.

 

Lucas Maciel Disse que conversou nessa segunda feira com presidentes de associações sobre a seca, e decidiu ir até Salvador em busca de recursos para amenizar os efeitos. Falou que ficou contente com a devolução de 20 mil reais em parceria com o Executivo para colocar 200 "carradas" de caminhão pipa, “e vamos fiscalizar pra saber se o dinheiro está sendo aplicado de forma correta”, completou. Informou o artigo 46 e inciso 8 do regimento interno, sobre a legalidade que os vereadores têm de solicitar ao Executivo, relatórios e informações sobre Projetos de Leis que já foram votados, e ficou contente por saber que 2015 foi sancionada uma Lei chamada de Bolsa Universitária, onde permite o Executivo aplicar o dinheiro da Prefeitura na compra de bolsas de estudos para alunos de baixa renda entrarem na universidade particular, apenas ainda não teve o conhecimento que essa Lei está sendo aplicada e pediu relatórios para mostrar que está sendo cumprida.

Arivelton Mota Parabenizou o Presidente Bruno Vitor, pela economia que seria destinada a compra de um veículo para os trabalhos da Casa, percebendo a situação das pessoas da zona rural está fazendo a devolução de dinheiro do Legislativo para o Executivo, “sendo uma escolha muito boa e as pessoas da zona rural ficaram satisfeitas com a atitude”, disse. Falou ainda que vai dá apoio e acompanhar a forma como vai ser distribuída a água e as pessoas que precisarem para consumo humano possa dá o nome na Secretaria de Agricultura, para abastecer a cisterna, “pois o secretário informou que seria quase 200 carros de demanda”, adiantou. Sobre o requerimento onde visitaram as localidades do Poço do Angíco e Poço do Tigre pediram a Prefeita e o Secretário Ricardo Souza, para rever os locais precisando de andaimes para retirar a bomba e averiguar se há defeito ou entupimento no cano. Em visita a Salvador na SERB, foram feitos vários pedidos e entre eles água encanada para Novilhas e Manda Saia.

Samoel Moto Taxi Falou sobre a importância que algumas secretarias fazem com os requerimentos que são votados e aprovados na Casa, “pois a Praça de Skate foi com dinheiro devolvido e identificamos problemas, avisando que iriam trazer transtornos, não existindo um alambrado daquela altura e quadra sem rede”. O requerimento dia 06 de dezembro de 2015, a bola estava quebrando as telhas e vitrines e precisou parar e é dessa forma que o requerimento foi tratado. Disse que as Secretarias simplesmente preferem jogar o dinheiro no ralo, depois falta no Posto de Saúde, em uma ultrassom ou um remédio a mais, “coisas sem planejamento, e é para aceitar o dinheiro do povo descendo pelo ralo?”, indagou. “A partir de agora o que tiver nessa Casa identificado problema e não for atendido, projeto de Executivo aqui também não vai ser votado, pois quando a oposição não vota diz que é contra o povo, mas ninguém aqui é eleito para ser palhaço, projeto colocado em caráter de urgência e é votado”, criticou. “Como o terreno doado para Igreja Adventista que o problema não é nosso, foi votado por outras Câmaras, sancionado pelo Prefeito Sivaldo e a responsabilidade tem que ser de quem fez”, disse. “Aqui tem um projeto que vai tramitar, é o criação de mais uma Secretaria a de Indústria e Comercio e que seja para dá emprego para o povo e as pessoas que sejam nomeados tenham interesse de buscar emprego para o povo e se a gente não votar diz que o Vereador é contra emprego”, comentou. “Sou a favor do repasse de 20 mil reais equivalentes para 200 carros pipas e alerto que irei acompanhar a lista de perto se tiver vereador indicando carro terá nome citado nessa tribuna”. “O que tiver que fazer nessa Casa faça mas, o que tiver que devolver, devolva, pois tijolinho nessa Casa foi banido”, finalizou.

Gilberto Alves Disse que o assunto principal é a seca e que houve uma reunião para que seja feita devolução de 20 mil reais para a prefeitura abastecer a zona rural e todos os vereadores são a favor. Falou ainda que Capim Grosso está recebendo mais uma ambulância e o Senador Otto Alencar é quem está conseguindo e a Prefeita está de parabéns pelas cobranças nos órgãos responsáveis. Cobrou também a poda de árvores no povoado do Peixe além de eliminar o esgoto que corre a céu aberto na Rua Jacobina, que ainda não foi resolvido. Comentou sobre a indicação que pede uma praça com parque infantil na comunidade de Melancias. Parabenizou o Prof. Denis pela apresentação na Câmara de Vereadores e informou que a fanfarra do Peixe irá voltar aos trabalhos. Também lembrou que a dentista está de volta, trabalhando no povoado e que a luta continua para início das obras da quadra esportiva.

Jó Queiroz Disse que várias pessoas reclamam sobre o atendimento do Secretário de Agricultura e até agora o Secretário de Urbanismo, não disse para que veio, “a iluminação pública está uma vergonha assim como o esgoto em várias ruas, no bairro sacramento e outros locais. Comentou que o projeto que o Executivo enviou à Casa espera que a Secretaria não seja para vantagens políticas e sim para pessoas que realmente tenham capacidade de trabalhar e desenvolver projetos para o município. “Enviam tantos projetos e até agora não enviou o aumento do salário dos professores do piso nacional?”, perguntou. “O projeto que vier a favor da população eu estarei à disposição, agora a oposição não vai ficar de braços cruzados e na hora que precisar, vamos partir para cima sem medo de errar”.

 

Antônio Martinho Disse que é importante esse projeto e que necessitava a posição da comissão de alterar o projeto 248 e que conseguiram identificar nomes de ruas que ainda não são os mesmo que estão no projeto e área também citada não seria a rua indicada, então entenderam pela rejeição do artigo 2 e devolverá para a gestão. Ao rodar pela cidade identificou a ação que muitos chamam de criminosa o aterro de lagoas, “continua o proprietário notificado pelo Inema e pediu que o Secretário de Urbanismo, tome providencias e da mesma forma que tem políticos ruins que desobedecem as Leis, tem pessoas que querem agredir o meio ambiente e meios legais”. Falou que o momento é de reflexão com a chegada da Páscoa e o tema sobre os seis biomas do Brasil, “e nosso caso centraliza na caatinga e tem uma gama de questionamentos para cuidar melhor, do bioma e flora que um depende do outro e todos nós dependemos dessa vegetação para respirar bem, precisa da atenção de toda comunidade”, adiantou. Sugeriu para a Secretaria de Obras e Urbanismo o aproveitamento das podas de arvores para tapar uma cratera que foi usada para retirada de areia e futuramente servir de adubo para praças e jardins. “Foram colocadas diversas plantas na Avenida ACM e Transamazônica e precisou comprar adubos. Afirmou que está acompanhando as aguadas que foram limpas e que a pá carregadeira não tinha feito um trabalho direcionando para o campo “e posso provar que ainda não tenha sido feito”, completou. “A pá carregadeira limpou doze aguadas em três dias e que o potencial que essas maquinas tem para o campo e com as chuvas eles perduram por um tempo muito maior”, concluiu.

Jeferson Ferreira disse que os professores já irão receber os salários segundo o piso nacional com retroativos primeiro de janeiro e depois de fevereiro. Também parabenizou a escola Otaviano Ferreira com a professora Ozita que fizeram as apresentações culturais. Comentou sobre a devolução do recursos em comum acordo com todos os vereadores, que estão de parabéns por entenderem que os cidadãos da zona rural estão precisando, “o processo deve ser feito de maneira transparente, com a Secretaria de Agricultura e os edis permitindo que sejam executados. Sobre a criação da Secretaria de Industria e Comercio a preocupação é salutar e que desenvolva emprego e renda como também o primeiro emprego para quem está saindo das escolas. “A gente aprova as Leis e precisamos fazer com que elas sejam atendidas”, disse. “Em relação aos projetos que dispõe sobre REFIS incentivo a nota fiscal, gostaria que pudesse dá o parecer pois foi feito o pedido de urgência e precisa ser colocado em votação”, finalizou.

Jamber Dantas disse que a pauta mais importante são as providencias em relação a seca e que estiveram em Salvador em visita a Conder, conseguindo recursos que amenizem a assolação, fazendo o papel de Vereador buscando providencias diretamente ligadas ao homem do campo. Na oportunidade parabenizou o Presidente Bruno e todos os colegas pelo repasse de 20 mil reais para o Poder Executivo distribuir 200 carros pipas, diminuindo as dificuldades que o povo vem enfrentando. Comentou que a Casa deixou de existir algumas práticas e hoje existe um exército preparado, competente e sério, com vontade de fazer o que o povo de Capim Grosso espera. Alertou que está tramitando no Poder Feral, Câmara dos Deputados e Senado brasileiro a Reforma da Presidência, sendo importante ficar atento para isso, “se trata de uma verdadeira aberração e afronta a sociedade brasileira, uma reforma da morte daquelas que durante toda uma vida trabalharam de forma dura e árdua e contribuíram muito e quase ao fim viessem desfrutar de um benéfico e direito adquirido”, disse. “Querem esmagar de nós o direito, a nova Reforma da Previdência que indica que com menos de 65 anos o cidadão não poderá se aposentar e isso já é ruim para nós nordestinos que enfrentamos sol árduo e agora será necessário contribuir pelo menos por 49 anos”, repudiou. “Outra afronta é com relação a mulher, que terá que contribuir a mesma quantidade de anos que o homem, nossas mães passaram a vida inteira trabalhando , se não dentro de casa, nos comércios e voltar para casa o trabalho não acaba, é simplesmente inaceitável que essa reforma seja aprovada, e peço para que nós nos manifestemos de maneira contaria e da as mãos em um grito que mesmo nas redes sociais, “eu sou contra a reforma da previdência”, é a única forma de impedir essa reforma, vou pedir ao Senador Otto Alencar que se posicionou contra”, relatou. “A semana passada visitamos o Morro Branco e recebemos a denúncia que continuava a prática das exploração de pedras em um local que hoje é tombado patrimônio histórico, visitado pela comunidade católica e desportistas da cidade, e dinamites estariam sendo utilizadas, estamos acionando todos os poderes e a secretaria de meio ambiente para impedir essa pratica”, informou. Em relação aos poços artesianos reforçou que comunicou ao Executivo e Secretaria de Agricultura em relação a esse tocante.

Nanal Vilas Boas Parabenizou Milton Santos pelo vice campeonato em Várzea da Roça com a equipe do Relva. Parabenizou toda a Câmara pela devolução de 20 mil reais para aumentar o número de veículos que abastecem a zona rural, que se encontra muito carente. Em relação ao REFIS não ver como caráter de urgência pois tem mais de 9 meses para poder ser discutido, pois, viu no parágrafo 2º a necessidade de observação. Sobre o campo de areia na nova Praça Gabriel, era visto e sabia que seria impraticável com a altura que está sem que a bola ultrapassasse o alambrado, “o que causa também é a questão da pista de skate onde estão jogando bola e virando pista de ciclista”. Quanto ao terreno que é a grande polêmica na gestão, entendeu que seria inviável votar em um projeto dessa natureza com a redação que foi proposta, também com a sucessão dos documentos apresentados e a Lei encontra-se vazia para o estudo do caso. Sobre o Morro Branco, provavelmente tem gente fazendo explosão para adquirir o patrimônio, apesar de ter sido promovido patrimônio cultural, um pouco tarde mas ainda há tempo para guardar na memória e cultura. Disse que sobre a nova Secretaria disse que entende que o secretário seja de âmbito acadêmico, “temos 31 anos e o município é carente no âmbito de planejar, projetos do executivo incapaz de passar pelo crivo de planejar, planejamento tem que estar em tudo, principalmente em gestão pública”, relatou. “Hoje dia 14 de março, dia da poesia, e 1847 nascia Castro Alves, hoje uma cidade onde é feriado com festejos, o maior romancista da história colonial”, informou. Concluiu com uma poesia de sua autoria em homenagem aos letristas da cidade e ao saudoso Gutemberg Nunes Marques.

 

ASCOM

Deixe um comentário