Representantes da Guarda Municipal e Igreja Católica vão à Câmara pedir apoio

Na última segunda-feira, 17, representantes nacionais das guardas municipais estiveram presentes na sessão da Câmara de Vereadores, acompanhados por prepostos de Capim Grosso, para pedir apoio dos edis na implantação da Lei Federal 13 022, que torna a Guarda, Policia Municipal.

Além da presença dos guardas, a sessão também pode contar com o Padre Geraldo, acompanhado do Pároco José Claudio, que representaram a Igreja Católica e pediram para os edis apoiarem o Projeto de Lei do Vereador Nem da Pastoral, que torna o dia 08 de Dezembro, Dia de Imaculada Conceição, em feriado. Os Vereadores indicaram apoio e aprovação do projeto. O padre ainda contou, brevemente, a história de Nossa Senhora da Imaculada Conceição em Capim Grosso.

GM Maciel - Diretor Institucional das Guardas Municipais, órgão representativo com mais de 130 mil guardas, “uma força carente de processos legislativos”. Informou que em Brasília tem uma demanda importante no qual as guardas estão elencados a mudar para Polícia Municipal, através da Lei Federal 13 022 de 2104, trazendo consequências aos cofres das prefeituras, mas com a Lei sendo Federal entrarão recursos destinados exclusivamente para as guardas municipais. “Além do mais, as guardas precisam se adaptarem, o comando não podem ser mais por policiais militares, apenas por membros do efetivo, e todas as guardas que foram criadas antes das Leis cujo os prepostos efetivos permanecerão e os outros haverão processo de adequação, o apoio dos vereadores é importante que a Casa chame para si a segurança pública e a vontade da população que necessita”, finalizou.

 

Padre Geraldo – Disse que de maneira oficial a Igreja proclamou o dogma da Imaculada Conceição, que já vem sendo celebrado desde a idade Média, com muitas Igrejas construídas ainda no século XVI e também a cidade de Capim Grosso tem uma igrejinha dedicada a Nossa Senhora sob o título da Imaculada Conceição. Em torno dela a cidade desenvolveu e junto a ela funcionava uma escola paroquial estudavam pessoas do Peixe, Pedras Altas, São José, Serrolândia, Cáem e outros lugares, e o Padre Alfredo, além das atividades religiosas, se preocupou com a formação das pessoas e criou escolas paroquiais. “Não é só pela razão religiosa que se deve criar o feriado, é porque a cidade sede funcionava uma das escolas paroquiais na qual muitos estudaram, esse feriado é muito desejado, inclusive o Bispo cobrou empenho para que se crie feriado no dia da Padroeira da cidade”, completou.

 

Palavra do Presidente - Bruno Vitor explicou que existem pessoas na guarda com mais de 15 anos de trabalho, “e como irão ficar essas pessoas?”, indagou. Disse ter feito parte da gestão passada e o guarda não tem um colete e arma, além de correr risco, por isso a prefeita quis retirar no momento, dos trabalhos em movimento de festas. “Eu não acho justo que estão na defesa da guarda municipal há muitos anos e se vier uma melhoria, ficar de fora, é necessário se unirem e todos fazerem parte do enquadramento, e com certeza vão ter o aval dos colegas independente de bancada”. Falou que todos foram buscar o Delegado, mas poucos moradores sabem que o titular é de Capim Grosso, Quixabeira e Serrolândia e pequenos delitos que acontecem precisam ir para Jacobina e o local fica descoberta nos fins de semana.

 

Nanal Vilas Boas – Disse que a Lei 13 022 da Guarda municipal está se estendendo em todo país, pois a segurança pública é uma das causas mais preocupantes. “O apoio da guarda municipal é bem-vindo, com proposições que não venham comprometer o erário público e tragam profissionalismo, sendo preciso ouvir ambas as partes. Falou que sabe a importância da Imaculada Conceição de Capim Grosso, é um prestigiador e gosta de ler história e comparar todos os pontos e de fato o Padre Alfredo é um ícone, “não se pode ver a história sem mencionar o nome daquele de que deu introdução a educação capimgrossense, com a execução da Escola Paroquial nos primeiros dias de povoados”. Requereu o feriado do dia dos evangélicos também, pensou uma discórdia na constitucionalidade do país, onde os municípios se limitam a feriar os dias normais existentes, e o estado é laico e não abre precedentes para que nenhum denominação se tome postura à frente, sem o direito de igualdade, se considerando católico, e prima por um feriado dessa natureza, mesmo por que dia 8 de dezembro vem sendo feriado facultativo. “O Padre Geraldo, foi muito sábio onde dizia que a jurisdição do município aprove, a constituição diz que cada município deve apresentar apenas quatro feriados religiosos”, concordou. “Os cem dias de gestão se prima por uma aparência e analise de como foi a gestão e pessoas no facebook acharam incompleta minha oratória, minha análise é técnica, volto a dizer que o nosso modelo de gerir continua patrimonialista e é preciso que aqueles que ocupam o alto cargo se desapegue da visão particular de ciência ao interesse público, as Leis que chegam dessa Casa que sejam discutidas com a visão pública, pois o que está em jogo é a gestão municipal e não a gestão propriamente dita”, disse.

Gilberto Alves - Comentou que com certeza todos os colegas estão a favor da Guarda Municipal, também comentou sobre os povoados de Caiçara, Melancias além de Pedras Altas, que com a guarda sendo polícia municipal dará mais apoio. Parabenizou a prefeita por conta dos cem dias da gestão, com várias obras em andamento, a exemplo do colégio do Jardim Araújo, também muitos metros de esgotamento sendo feito, e muita coisa ainda há para fazer no município. Parabenizou ao secretário de transporte Edmário Coutinho pela luta do dia a dia, que vem fazendo um trabalho brilhante e hoje foi um dia de corre-corre e é uma luta ter uma pasta daquela.

 

 Nem da Pastoral – Disse que a guarda precisa ser armada e quando chegar o momento os profissionais vão estar bem preparados. Sobre a importância de Nossa Senhora Imaculada é a Padroeira do Brasil e de Capim Grosso, e sabe que várias cidades já têm esse feriado e que o que se quer é que nesse dia as pessoas venham fazer como na Sexta-Feira Santa e veja o significado, e que a igreja possa organizar para mostrar aos fiéis o que representou a mãe de Jesus. Com a passagem de Padre Alfredo pela cidade, Padre Xavier, José Claudio, Pró Leda e pessoas que estudaram na Escola Paroquial que fizeram história e serão lembrados. Informou que o feriado foi criado em 1940 e a primeira missa celebrada em 1950 e espera o apoio de todos os vereadores.

 Samoel Moto Taxi - Disse que com a mudança de horário das sessões, trouxe a felicidade de pessoas diferentes estarem participando, sendo isso muito importante para a Casa. Falou que o que for bom para o povo independente de bancada terá o seu apoio. Disse ainda que apresentou requerimento ao Executivo, pedindo que enviasse os contratos, como no ano passado, pediu o contrato do transporte escolar e foi negado, tendo que entrar no Ministério Público que de imediato ativou e ele recebeu, em seguida encontrando irregularidades. “Aqui na tribuna se dizia que não teria carros que não fosse Van transportando alunos e na o Camboeiro foi encontrando um carro Monza caindo aos pedaços na gestão passada”, lembrou. “Se negarem vou entrar no Ministério Público de novo, a Casa tem que ter acesso a todos os contratos que estão no município, não adianta visitar obras e não saber quanto a empresa já levou, ver se a obra é de qualidade, é assim a transparência”, cobrou. “Aqui quando tocamos em saúde estamos requerendo o que o povo nos cobra e muitas vezes a gente ver as defesas achando que nós vamos baixar a cabeça, tem discurso aqui que fala que ser oposição é fácil, então venha ser”, declarou. “Tem que ter coragem de ficar contra o poder, de denunciar as cosias erradas porque muitas vezes as coisas não chegam porque são desviados por interesse próprio, quando tocamos no nome UPA acham que a gente está acusando, o que eu vocês não sabem é que o Governo Federal repassa 170 mil, é um dever do Governo Federal e município, para manter o povo”, informou. “O Hospital de Capim Grosso não tem 1 real de contra partida da prefeitura, é bancado pelo Governo do Estado, precisa dos dois trabalharem juntos para dar o melhor para o povo’, relatou. “Quantas pessoas ficam jogadas na “Regulação da Morte” e não estou torcendo para as coisas darem errado, mas jamais iremos tapar o sol com a peneira, pois não entrei para fazer politicagem, fiquei quatro anos na oposição do ex-prefeito Sivaldo, acabei sozinho e ser vereador de base é fácil, quer queria ou não tem suas regalias”, comentou. Disse que na semana passada, o Presidente fez um discurso dizendo que é fácil ser oposição, pois o mesmo discursos fez na gestão de Sivaldo e não vou aceitar que vereador rebata meu discurso e não me dê direito de resposta, ou então vai ter que me expulsar da sessão”, declarou.

Arivelton Mota - Disse que cobrou na tribuna dos secretários, mas quando o povo é atendido tem o dever de agradecer, como o Secretário de Urbanismo, Edésio Nascimento, junto com Ivanilton (Fuba) na parte de eletricidade, atenderam as trocas de lâmpadas e braços, “agradeço pelo trabalho que foi feito e estão nesta noite em alguns bairros para finalizar”. Disse que o dia da Imaculada Conceição será aprovado. Comentou que de acordo a necessidade é necessário quebra-molas em algumas ruas, pois às vezes, motoristas e motoqueiros se excedem e podem causar acidentes. Comentou sobre a visita ao Sub Secretário de Segurança Pública da Bahia, que após audiência com o Major Luiz Henrique, foram até Salvador, com uma lista de cobranças incluindo necessidades urgentes, principalmente sobre o efetivo, pois a 91ª Cia tem 100 policias, mas são locados em oito municípios. Outro pedido foi sobre um Delegado de Polícia, para sábado e domingo, pois quando precisam prender algum elemento levam até Jacobina, e além do gasto de combustível a cidade fica desprotegida da polícia.

Lucas Maciel - Disse que o que for para o bem comum e coletivo a Casa vai estar de acordo. Comentou que o vereador Gilberto pediu a ronda nos povoados e a prefeita respondeu que a Guarda precisa ficar de prontidão cuidando do patrimônio público. “É hora da prefeita incentivar a guarda municipal, que muitas vezes rodam mais que a própria polícia e alguns anos atrás houve uma greve da PM e quem segurou a onda foi a guarda”, completou. Disse que ouvi nos noticiários como se encontra o Brasil e a classe política, “chegou ao seu pior momento, políticos que achávamos ser o salvador da pátria, estão nas páginas policiais e cheguei à conclusão de doar o mandato a serviço da população, não podemos perder a oportunidade de fazer diferença”. Lembrou que a bancada de oposição estiveram juntos em uma rádio e que por unanimidade reprovaram os primeiros 100 dias de Governo da atual prefeita, que um trabalho de reivindicação, seja transformado em serviços de qualidade. “Na merenda escolar é distribuída geladinho, e vamos pedir a cópia do contrato e ver se agricultura familiar está sendo colocada de forma correta e colégios nos extremos do município, com filtros faltando vela, é pra isso que a gente faz oposição, para fiscalizar”, concluiu.

Jamber Dantas - Disse que será uma honra participar da aprovação do feriado do dia 08 de dezembro. Comentou sobre projeto de sua autoria que é de uma feira livre no Bairro de Água Nova, assim também como a construção de um muro e um vestiário no campo de futebol de Pedras Altas. Falou também sobre a visita ao Sub Secretário de Segurança Pública do Estado para pedir socorro já que a cidade está aterrorizada por ações de meliantes que tiraram o sossego e a paz do povo, indo em busca de soluções e ações efetivas para que a população possa ter tranquilidade e paz. Falou ainda que esta ações infelizes não podem estar tirando a tranquilidade da população. Disse que soluções foram apresentadas e saíram com a promessa de que o Delegado Plantonista pudesse estar sendo alocado no município e que o secretário anunciou que Capim Grosso realmente precisa de mais efetivo e um delegado plantonista. Sobre a presença da Guarda Municipal e a importância das rondas falou que é uma preocupação da Prefeita Lydia Pinheiro, que está dando apoio, onde já está chamando para fazer algo maior e que vai aprovar o que for melhor para a segurança.

 

ASCOM Câmara Municipal de Capim Grosso

Deixe um comentário