Capim Grosso: vereadores pedem Policlínica para o município

Nesta segunda feira, 29, os edis de Capim Grosso receberam a visita dos vereadores Edvan Enfermeiro, que no uso da tribuna defendeu a construção da Policlínica do Governo do Estado para Capim Grosso; e Eliete de Ruy e Tadeu Pacheco, da cidade de Mairi. Ainda debateram outros assuntos sobre melhoramentos referentes ao município.

Palavra de Presidente – Bruno Vitor, mencionou a importância do senhor Edvaldo para a cidade de Capim Grosso e convidou a família do saudoso para receber a moção de pesar. Disse que está na pauta da gestora os calçamentos para Ruas A, B, C e D do Bairro Novo Oeste. O Vereador informou que vem cobrando desde o seu primeiro mandato. Bruno ainda compartilhou da ideia e importância da construção da Policlínica no município.

 

 Vereador Edvan Enfermeiro (Mairi-Ba) - Disse que recebeu os vereadores de Capim Grosso na Câmara de Mairi de portas abertas, além de agradecer pela receptividade aos legisladores mairiense. Na tribuna convocou a sociedade capimgrossense, os poderes Executivo e Legislativo para entrelaçarem as mãos entre Baixa Grande, Mairi, Várzea da Roça, São José e Capim Grosso no intuito de resolverem os problemas da BA 130, já esteve com a Capitã Virginia (Comandante do Pelotão Rodoviária Estadual) solicitando o recolhimento dos animais da pista. Segundo o edil, um requerimento foi aprovado pedindo providencias, “só na semana passada aconteceram três acidentes entre Capim Grosso e Mairi, onde estão sendo perdidas vidas de adolescentes entre 16 e 17 anos”, informou. Pediu que a sociedade civil organizada entre nessa luta. Falou ainda que na microrregião vai ser sediada uma Policlínica construída pelo Governo do Estado e em sua opinião deve chegar em Capim Grosso, sendo necessário traçar uma meta com os cinco municípios e Capim Grosso tem plenas condições de receber, pois está situado o maior entroncamento do Norte e Nordeste abaixo de Feira de Santana, e que atua baseado nos conceitos do SUS de equidade, universalidade e integralidade, e assim, buscar com que os município batalhem para que a Policlínica seja sediada em Capim Grosso e levar ao alcance das pessoas, uma sociedade mais justa para a qualidade de vida.

Jó Queiroz comentou que vai lutar junto com os edis para a Policlínica vir para Capim Grosso. Pediu que na Rua Emerentino Alves, aconteçam melhoramentos no esgotamento sanitário. Repudiou a atitude do Guarda Municipal, Manoel Messias Souza, que, segundo ele, estaria conduzindo a viatura perigosamente em forma de “zig zag”, tendo denunciado ao comandante Santana para tomar as providenciasse, “isso é um absurdo”, disse. Agradeceu a família de Edvaldo Fiscal que estava presente no plenário e se solidarizou com a perda, “foi um homem que contribuiu muito por Capim Grosso”, concluiu.

 

 Lucas Maciel também cumprimentou a família de senhor Edvaldo fiscal, que serviu a Capim Grosso mesmo depois de aposentado, e assim afirma ser justa a homenagem da Câmara. Disse que no início do mandato fez uma indicação solicitando a Secretaria de Educação que disponibilizasse um transporte público que conduza estudantes que fazem faculdade em Salvador e Feira de Santana. Disse que os universitários cobraram agilidade e que a prefeitura deve executar. Lucas comentou da dificuldade de formar uma comissão pelo fato de estudarem fora, então pediu aos edis que subscrevam e apoiem. “Os colegas fizeram indicação de calçamento, fizeram certo buscando, porém se continuar do jeito que está não vai ter calçamento, e os requerimentos não serão atendidos, por conta dos contratos já citados anteriormente”, comentou. Denunciou que têm pessoas trabalhando na prefeitura, recebendo dinheiro e fazendo o mesmo serviço, Chefe do Mercado Municipal, R$ 1400,00 e Chefe do Mercado Municipal das Vias Públicas e Assessor do Chefe do Mercado Municipal, com o rapaz que trabalha dentro do escritório da Prefeitura, “isso nos deixa indignado, se a prefeita quiser administrar só para um grupo nada vai ser feito e se administrar aos 31 mil habitantes vai ser a cidade que a gente sempre sonhou”, completou. Parabenizou o vereador de Edvan da cidade de Mairi que comentou sobre a Policlínica e que Capim Grosso realmente tem uma localização geográfica e poder de alcance maior que Senhor do Bonfim, “então é justo que venha para cá”, concluiu.

Nem da Pastoral – Parabenizou os legisladores de Mairi pela visita a Capim Grosso, comentando que à Policlínica é um sonho de toda região, principalmente pelo que sem passando por conta de exames, que iria agilizar a vida de pessoas mais pobres e mais simples. Pediu que se faça pressão aos Deputados talvez assim consiga. Cobrou do setor de Urbanismo que os quebra-molas que são feitos de paralelos, na feira livre, sejam pintados, pois pessoas não estão enxergando e se acidentam com frequência, principalmente os idosos. Lembrou do requerimento de sua autoria para o NAEP (Núcleo de Apoio a Educação Especial na Perspectiva Inclusiva), e que vai atrás além de divulgar em todos os meios de comunicação, “pois está se falando de crianças e adolescentes especiais, precisando climatizar a sala, e disponibilizar um veículo, e muitos têm seus benefícios cortados sendo necessário ir até a Previdência Social para atualizar o cadastro, e também peço a construção de uma área de lazer”. “Quando denunciaram sobre os advogados foi feito muito ‘auê’ e um projeto importante para as famílias não vi ninguém comentar e provei que são invisíveis, e eu fui eleito principalmente pelos trabalhos sociais e a comunidade, e que a própria imprensa possa trabalhar mais isso e a Prefeita ficar mais sensível e agilizar, peço apoio dos vereadores”, finalizou.

Arivelton Mota, Vice Presidente, lembrou que realmente a BA 130 tem muitos animais na pista que trazem perigo para quem trafega. Explicou que tem um trabalho voltado para a população, fazendo o papel de legislar, criar leis e elaborar projetos, mas também atenção com pessoas pobres, se dedicando muito na área de saúde, onde ver as dificuldades das pessoas. Se solidarizou com a família do saudoso Edvaldo, de serviços relevantes tendo trabalhado com ele, mesmo por pouco tempo, mas um amigo. Sobre as visitas que foram feitas durante a semana, atento as cobranças da população, visitaram os bairros de bicicleta e ouviram cobranças sobre iluminação pública, que foram verificadas e algumas lâmpadas já tinha sido trocadas, outras ainda não, mas as demandas foram entregues. Disse que Ivanildo Fúba tem atendido os pedidos, sendo iniciado agora na zona rural. Informou que pediu a Prefeita mais um carro para suporte da iluminação pública para que seja agilizado os serviços. Também no Estádio Franciscão os edis foram até a Prefeita, para que seja adiantada a obra, e que é possível perceber muita falha no gramado, com o técnico que já está vindo para fazer avaliação. No Colégio Edvaldo Boaventura, foi uma reforma grande, com seis salas de aula, e o refeitório, construindo a diretoria e biblioteca, além de parque infantil, com uma obra de qualidade. Parabenizou a Cantina Central que distribui a merenda escolar, com destaque para a qualidade e higiene, acompanhada por nutricionista.

Nanal Vilas Boas – Comentou sobre um evento na última quarta-feira, onde empossou por mais quatro anos, Miguel Novaes, como Presidente do SINSP, e vem de um trabalho árduo, justamente por bater de frente com os poderes, principalmente com o Executivo. “Miguel é um vencedor, seu trabalho fundamentou o Plano de Cargos e Salários”, disse. Parabenizou Milton Santos, por ter sido campeão com o Esporte Club Relva Feminino. Falou que de fato a Policlínica para Capim Grosso busca o olhar geográfico, precisando de uma atenção mais especial do Governo. “Jacobina e Bonfim pode ser mais antigo e com população mais ampla, sendo necessário olhar e a triagem que somos dentre vários municípios, o que seria bem visto por uma questão logica, se o Governo se sensibilizar em tempo, com o apelo de vereadores e Prefeitos regionais”, ampliou. Relatou que vem debatendo há dias a situação da Secretaria de Planeamento, sendo importante. Comentou que esses contratos não deveriam estar na Secretaria de Finanças e se passar primeiro na de planejamento, com um olhar mais administrativo do ponto de vista do orçamento. “Hoje a prefeitura se isola de suas ações de secretarias principalmente dentro do orçamento, pois o que se tem de resposta é que o orçamento está curto e ai vem o interesse patrimonialista de cada secretaria e não de uma gestão futura, e a Lei de Diretrizes Orçamentarias passa pela ação contábil e deveria passar pelo planejamento”, indicou. Fez um requerimento para o São João. “A nível de Nordeste é um patrimônio e a cada vez mais sendo desfigurado por falta de cultura de elaboradores do evento, o requerimento prioriza que nos festejos juninos sejam apenas promovidas bandas e músicas e atrações concernentes a festas juninas a exemplo do valioso forró, infelizmente prefeitos vem desfigurando, colocando pagodes baianos e arrochas que vulgarizam o ser humano e modifica a imagem da mulher brasileira”, lamentou. “Não se pode perder a memória de Luiz Gonzaga, Dominguinhos e artistas que fazem presentes como Ademário Coelho e outros, que estão triste com a cultura daqueles que tentam descaracterizar a festa mais importante”, salientou. Sobre a Moção de pesar ao saudoso Edvaldo Queiroz, é uma sensação que deixa saudades, com um sentimento público de quem trabalhou por muitos anos, com Edvaldo e com sua posição imparcial como fiscal, sempre primando pela imparcialidade, “e em memorias póstumas seus trabalhos serão relembrados por muitos anos”.

Jamber Dantas apelou para o Governador do Estado e Deputados que Capim Grosso receba essa Policlínica, pelo fato do da cidade ser um eixo rodoviário importante e a facilidade de acesso para todas as localidades e assim facilitaria para socorrer as pessoas da região. Falou que a semana passada a cidade passou por dois processos seletivos, que lembrou a dificuldade de emprego que a cidade apresenta, viajando então a Salvador, em busca de possíveis empresas que pudessem serem instaladas, e recebeu o conhecimento que estão sendo implantadas duas fabricas na Bahia, produziram sacos plásticos para adubo, com matriz no polo de Camaçari e filial em Mata de São João, e agora vai abranger, recebeu a resposta negativa pois Capim Grosso não tem energia suficiente gerada pela Coelba, e a sociedade é politizada e de sindicato o que traria dificuldade. “Governador, Capim Grosso sempre deu votação expressiva ao grupo ao qual está, olhe de maneira sensível para o nosso povo, já que fabricas não estão vindo, presentei o povo de nossa região com essa policlínica, para que possamos minimizar o sofrimento causado pelo problemas de saúde, que toda região passa”, pediu. Também comentou dos animais soltos pela estrada, pedindo que o Governador olhe de perto para Capim Grosso, “como de fato já olhou, trouxe obras, mas nenhuma delas seria mais importante como cuidar da saúde”, completou. Externou sentimentos a família do senhor Edvaldo Queiroz, que a homenagem é pequena em relação ao grande homem que foi. Disse que encaminhou projeto para reforma da fachada de 100 casas, construída de adubos, no povoado do Peixe, já que o adobo acolhe o barbeiro, causador da doença de Chagas.

Samoel Moto Taxi externou solidariedade para a família do senhor Edvaldo Fiscal, pois foi um grande homem no município. Falou sobre a luta constante, nem só de Capim Grosso como de outros municípios para trazer a Policlínica. Comentou não ter o privilégio de sua filha nascer em Capim Grosso, pois nasceu em Miguel Calmon, porque o hospital estava fechado, “então tem alguma coisa errada, é preciso se dá as mãos, e todos tem o conhecimento de regulação da morte, que não funciona e mata as pessoas, a última publicação tinha mais de 12 mil pessoas esperando para cirurgia simples, o HGE era lotado e a TV Bahia batia e agora todo dia morre um no interior”, falou. “Claro que o sonho é que venha para Capim Grosso e o deputado que votamos precisa cobrar e esse grupo que esta ao no poder da Bahia, Capim Grosso sempre descarregou votos, chegou a hora, pois o hospital está capengando”, completou. Disse ter visto o vereador Lucas falar de mais cargos, muitas pessoas com a mesma função, muitas funções sem finalidade, só para segurar grupos políticos e quem passou pelo município nunca teve coragem de governar para 32 mil habitantes e no dia que governar vai achar ultrassom e outros serviços, disse que estamos as maravilhas quando comparamos com Quixabeira e São José, se comparar com uma cidade de nosso porte, estaremos atrás, pois todos os dias estamos indo fazer cirurgia fora, semana passada denunciamos três contratos que chegam a meio milhão de reais, e se taparmos o nosso olhos, vamos presenciar um lava jato municipal, se falar de grandes obras é bom, mas não podemos esquecer as escolas abandonadas da zona rural , do Rio do Peixe, abandona há muito tempo, esquecer os povoados, o Peixe foi surpreendido com lixo no Mercado Municipal, com muitas denúncias foi limpo, o colégio do km 2 muito lixo, depois da denúncia foi limpo, Água Nova o forro do Posto Médico está caindo, e você ver o dinheiro descendo pelo ralo, ver cosias absurdas e achar que em Brasília está acontecendo horrores e os municípios? Interrogou”. “Se os vereadores fizeram vista grossa seremos culpados”, completou. Disse que foi necessário entrar no Ministério Público para obter cópia de contrato, “e se isso acontecer de novo fica a Câmara de Vereadores fica sem moral, pois a cidade tem obra embargada e a empresa deu linha na pipa e se o executivo nega o projeto é porque tem maracutaia, pois não tem porque negar”, declarou. “A diária do motorista não é aumentada por isso, contrato sem utilidade e os motoristas mendigando diária de 50 reais, fazendo alimentação de mal qualidade”, denunciou.

Antonio Martinho disse que recentemente na tribuna fez um pedido à gestão pública, para que fizesse a correção nas residências que estão sendo cobrada a taxa de iluminação pública, e parte desta Lei a zona rural está contemplada, familiares quem não consomem 80 KHz deve estar isento da tarifa. Afirmou que se deslocará até jacobina, e conversará com o representante da Coelba. Sobre os serviços e patrolamento, explicou que precisa ser mais rápido e frequente, mesmo grato pela execução em algumas estradas, e lembrou que na gestão passada foi aterrada grande parte das estradas que eram intransitáveis e hoje o operador da patrol, que não tem culpa, tem laminado a parte encascalhada para tapar o buraco e está deixando descoberta a parte argilosa, e que possa fazer uma reposição de material, pois não se pode regredir, “se chover a estrada vai retornar os problemas anteriores”, indicou. “O projeto 159 pede crédito adicional para a Secretaria de Planejamento, para que possa exercer a função e o secretário e assessores, possam receber seus salários e fazer planejamento, tem meu apoio, e que seja três anos de muito vigor, ações e projetos par a cidade, e o futuro secretário possa achar a secretaria bem alicerçada e ajude o município a prosperar. “Solicitou requerimento pedindo providencia da Secretaria de Agricultura, para as aguadas do município, proibindo carros pipas de abastecerem nesses locas, as comunidades pediram providência, Presa Quebrada, em Lagedo, Zé Bezerra (Tigre) e Samambaia, com níveis praticamente secos e os caminhões podem irem mais longe e deixar esse restante para os agricultores encaminharem seus animais, pois não sambem quando a chuva pode chegar. Parabenizou o Relva Feminino, no Campeonato Futsal, por ter sido campeã, também Pedras Altas pela vice campeã, Várzea do Mel, 3º lugar e Rio do Peixe, com a goleira menos vazada. Parabenizou o vereador Lucas por vencer a vaquejada em Ourolândia.

Gilberto Alves agradeceu ao Diretor de Urbanismo, Ivanildo Fúba, pelos melhoramentos da iluminação no povoado do Peixe. Deixou os sentimentos a família de Edvaldo Queiroz e disse se orgulhar muito de ter sua assinatura na moção de pesar, para a família e que conheceu o saudoso há muito tempo, vendo um trabalho de fiscalizador e homem digno de homenagem. Agradeceu ao Secretário de Agricultura, sobre os melhoramentos das estradas vicinais, onde a contemplou as comunidades de Vajota, Várzea Suja e Pau D’arco, e vai continuar por Morro Branco, Melancias e sentido ao Pereira. Agradecendo a gestão pelo bom trabalho de continuidade que vem sendo feito, disse que se for possível unir as cidades vizinhas e irem até o gabinete do Governador para trazer a Policlínica para Capim Grosso que isso será feito.

 

Jeferson Ferreira deixou um braço para a família de Edvaldo por todos os serviços prestados a comunidade. Falou sobre o requerimento de sua autoria que pede instalação de semáforo da Avenida ACM com a Luiz Eduardo e é uma via que pais levam filhos para as escolas, sendo necessário tomar providencias, como a atualização da sinalização eletrônica que não estão funcionando, tanto as verticais e horizontais Pediu apoio ao projeto que pede a preservação do umbuzeiro, evitando que desapareçam em breve. Sobre a BA 130, também concordou com o vereador Edvan de Mairi. Disse que Capim Grosso é uma candidata a altura, por estar bem localizada, e aproveitou para parabenizar o Governador Ruy Costa, por levar Policlínicas para o interior e que só esse ano, já tem oito em andamento. Parabenizou o vereador Jamber pelo projeto de reforma das casas e que Capim Grosso foi contemplada com 200 reformas e as melhorias devem ser continuadas e não podem se acomodarem. Elogiou as a gestões de Sivaldo Rios e Lydia Pinheiro, comprovada com a continuidade. Disse que conseguiu 50 mil reais de convênios com emenda da Deputado Neusa Cadore, em parceria com a SDR-CAR (Secretaria de Desenvolvimento Rural – Companhia de Desenvolvimento Rural), para limpeza de aguadas), justificando que está trabalhando para o povo. Parabenizou a prefeita com a atuação na saúde, com médicos 24 horas na UPA e médicos nos Postos de Saúde, e os que não funcionam é que não conseguiram médicos para serem contratados mas está havendo um rodízio.

 

ASCOM: Câmara Municipal de Capim Grosso

Deixe um comentário