Bombeiro atende chamado de acidente e encontra colega entre vítimas na Bahia

Um bombeiro civil foi chamado para atender um acidente de trânsito e, entre as vítimas, encontrou um colega também bombeiro, mas militar. O acidente aconteceu na BA-020, no trecho da cidade de Luís Eduardo Magalhães, oeste da Bahia, no início da manhã desta terça-feira (21), por volta das 5h20.

A batida envolveu dois carros e teve duas vítimas – uma delas, um homem cadeirante, morreu no local. Ele dirigia um carro adaptado e a suspeita é de que o controle das funções do veículo não tenha respondido, e com isso ele tenha perdido o controle da direção.

O veículo dele invadiu a pista contrária e atingiu o carro em que estava o militar. O bombeiro é o sargento Diogo Spengler, de 36 anos. Ele ficou preso às ferragens pelas pernas, mas foi socorrido conscientemente e levado para um hospital. A unidade não foi divulgada

O bombeiro civil Gilvano Almeida contou que Diogo iria para Goiás, onde faria plantão. Gilvano estava acompanhando e monitorando a viagem do amigo, porque também seguiria para o estado goiano ainda nesta terça, para fazer uma palestra.

A identidade do motorista que morreu ainda não foi divulgada. Gilvano contou que estava no posto de trabalho quando foi chamado para atender o acidente, por outros motoristas. Eles passaram pelo local e sinalizaram com os faróis, para notificar a batida.

Eu falei com ele era 5h10, mais ou menos, quando ele estava saindo. Ele me disse que estava indo para o plantão. Aí ele falou que ia adiantar, porque a gente ia dar a palestra, e ele queria já estar lá. Aí chega o pessoal [motoristas] dando o sinal de luz, e quando a gente chegou era ele. Quando presenciamos ele aqui, foi um desespero. Nós acionamos o Samu e os Bombeiros [Militares]. O Samu veio muito rápido, depois os bombeiros chegaram e estão ali. Uma pessoa infelizmente foi a óbito.

Gilvano falou sobre o susto de encontrar o amigo, que também é companheiro de trabalho, ferido no acidente. Ele contou ainda que, em meio à confusão da batida, Diogo chegou a pensar que se tratava de um treinamento.

Ele está consciente, o pessoal já medicou ele. Estão lá dando um apoio, conversando com ele, o pessoal está estabilizando. Ele chegou a perguntar se era um simulado de treinamento, a gente respondeu que era real e que logo logo ele iria sair dali. Ele estava com as pernas presas.

“Ele é meu amigão, meu parceiro, há muitos anos trabalhamos juntos com ele, há muito tempo a gente dá palestras e treinamentos juntos. E acontecer uma situação dessa, ele indo para o trabalho, e acontecer isso, mas está na mão de Deus, e ele vai sair dessa rápido”.

O carro da vítima que morreu ficou bastante danificado, porque chegou a capotar na pista. O corpo dele foi removido por equipes do Departamento de Polícia Técnica (DPT), e será levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Barreiras.

Um longo congestionamento se formou na rodovia, porque a pista precisou ser interditada para o resgate do bombeiro, que ficou preso às ferragens. Diogo tem 36 anos e é casado com a secretária de Ação Social de Luís Eduardo Magalhães, Sheila Bernardes.

Fonte: g1