Líder do tráfico e acusado de matar policial morre em confronto com a polícia na Bahia

Líder do tráfico e acusado de matar policial morre em confronto com a polícia na Bahia

Com diversas passagens pela polícia o líder do tráfico de drogas com atuação no Complexo do Nordeste de Amaralina, foi localizado durante ação conjunta entre equipes das polícias Civil e Militar, na tarde da última quarta-feira, 17. Na ação, um fuzil M4, calibre 5.56, foi apreendido.

A ocorrência teve início com o levantamento de informações realizado por equipes do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) e o patrulhamento de policiais das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico e da Operação Apolo. Investigações preliminares apontaram que o suspeito estaria trazendo armas e drogas do município de Feira de Santana, para a distribuição no Complexo do Nordeste de Amaralina, em Salvador.

Conforme o comandante da Rondesp Atlântico, major Valdino Sacramento, policiais da Rondesp Leste realizaram um bloqueio na BR-101, na altura do distrito de Humildes, assim que souberam do deslocamento do suspeito e de um comparsa.

Por volta das 13:30hs, os PMs avistaram o veículo e, mesmo com a solicitação de parada, os dois ocupantes desceram do carro atirando. Após a troca de tiros percebemos que eles estavam feridos.

Eles foram socorridos para o Hospital Clériston Andrade, em Feira de Santana, mas não resistiram. Com eles foram encontrados além do armamento de grosso calibre, uma pistola calibre 380, munições de mesma numeração e para fuzil, 47 pinos de cocaína, seis tabletes de maconha e mesma quantidade de cocaína, um celular, além de aparelhos usados para a comunicação dos criminosos, que foram apresentados na sede do Draco, em Salvador.

De acordo o delegado Odair Carneiro, do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), o homem apontado como líder do tráfico no Nordeste de Amaralina acumula passagens pelos crimes de tráfico de drogas, homicídio, roubo (por três vezes), além de ser investigado pela morte de um policial e responsável por planejar ataques contra equipes da Polícia Militar, além de também ser apontado como mandante de diversos outros crimes.

 

 

Fonte: Acorda Cidade| Foto: SSP Bahia