Pai é preso suspeito de estuprar filha durante dois anos e dar remédio para que ela não engravidasse

Um homem foi preso suspeito de estuprar a filha adolescente em Edéia, no sul de Goiás. De acordo com a Polícia Civil, os abusos aconteceram por cerca de dois anos. O suspeito ainda é acusado de ter dado remédios para que a filha não engravidasse.

O homem foi preso na terça-feira (18). O delegado responsável pelo caso, Daniel Moura, detalhou que os abusos aconteceram desde a época em que a menina tinha 12 anos até depois que ela completou 14.

O delegado detalhou que o caso foi repassado à Polícia Civil pelo Conselho Tutelar.

A polícia ainda contou que o suspeito foi preso na casa da mãe dele, uma vez que, após a revelação dos fatos, o homem saiu da casa onde morava com a esposa e os filhos.

Ao ser ouvido nos autos do inquérito, o homem negou os abusos. Ele está detido no presídio de Acreúna. Ele deve responder pelos crimes de estupro e estupro de vulnerável.

Fonte: G1